terça-feira, 21 de setembro de 2010

Insatisfação total.

Incrível como ninguém está satisfeito com a situação atual. Independentemente de qual é essa situação.
É como a fábula de Cachinhos Dourados: O quente não agrada, o Frio também não. A única diferença é que o morno também não agrada ninguém. Talvez todos estejam procurando um ponto que não seja o de equilíbrio e sim o ponto ideal, com alguns extremos.
O tempo. Se ele está de sobra o tédio aparece juntamente com os milhões de pensamentos. Se ele está em falta o cansaço bate a sua porta e as energias usadas para raciocinar coisas mais complexas se vão em instantes.
A beleza. Clássico, ninguém nunca se satisfaz com a própria face. Sempre quer mudar. Ou está gordo ou magro demais. Ou está grande ou pequeno demais. Se esconde mas mesmo assim não está bom.
A política. Sempre se reclama. Os representantes não são bons, não são confiareis, etc. Nunca se é lembrado que vivemos numa democracia.
O clima. Se diz que ama o calor no extremo frio e vice-versa.
O relacionamento. Quem tem reclama que tem e quem não tem reclama que não tem.
A música. Sempre falta algo na música. Um instrumento a mais ou a menos, um tom abaixo ou acima.
As amizades. (Excetuando os verdadeiros amigos) Não combinam totalmente com você, só em aspectos comuns que fizeram vocês se aproximarem. Qualquer outra coisa fora isso fragiliza a relação.
O futebol. O time do outro não é bom para você. Critica-o, mas nunca percebeu que o outro também não gosta do seu time mas não critica.
Os pertences. A casa, o carro, a televisão nunca é a que se merece.
O comportamento alheio. Ou é infantil demais ou é maturo em demasia. Ou é feliz demais ou é triste demais. Ou é respeitoso demais ou é desordeiro em exagero. Ou é muito fiel ou é promíscuo.

E no final nunca se para pra pensar no que deve ser feito pra reverter a situação ou ajeitar as coisas. Só é importante o conforto e sempre se acomoda.

2 comentários:

Alessandra Oliveira disse...

Talvez se estivéssemos sempre satisfeitos não teríamos um porquê. Gostei do texto.

Anna. disse...

Gostei do texto. O fato de estar instatisfeito só serve pra alguma coisa se você for fazer algo pra mudar a situação (:

Postar um comentário