quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Hoje, amanhã e sempre

Muita saudade bate quanto está longe
As vezes, bate saudade quando está perto também
Risadas, sorrisos, pequenas carícias, promessas de proteção e ajuda
Inteiras de amor
Amor esse diferente do convencionial
Na mais perfeita combinação
Ana e o mar

Chamo teu nome
Hoje, amanhã e sempre
Ultimamente demora a resposta
Vivendo nessa mistura
Amor, ódio, carinho, chuva, mar e Ana

Nenhum comentário:

Postar um comentário